sábado, 7 de julho de 2007

SOMBRA



Sou a sombra solitária que rasteja
Na sombra proibida dos teus passos.
Sou sombra para que ninguém me veja
E desejo esbater-me nos teus abraços…

Minha sombra pela tua apaixonada,
Será mais uma sombra em tua vida.
Hoje, será a última a ser lembrada,
Amanhã, a primeira a ser esquecida…

Não sei se me vês ou me pressentes,
Nem mesmo sei se existo para ti.
Espera, detém-te um pouco… Sentes?...
É o meu perfume, amor, estou aqui!...

Sou a sombra solitária que rasteja
Na sombra proibida dos teus passos…
Leonor C.