domingo, 22 de junho de 2008

UM DIA ESPECIAL

" Ser mãe é andar chorando num sorriso!
Ser mãe é ter um mundo e não ter nada!
Ser mãe é padecer num paraíso! "
- Coelho Neto -
Já fui mãe duas vezes. Depois dessa experiência pude, finalmente, entender a profundidade destes três versos de Coelho Neto. E como eles são verdadeiros! Já senti tudo isso e posso dizer que foram os dias mais felizes da minha vida. O primeiro teve uma curta passagem por este mundo mas vive no meu coração. O mais novo foi um bálsamo enviado por Deus para ajudar a sarar as minhas feridas, e será sempre.
Fez na passada quinta-feira, dia 19, trinta e dois anos. Não vim aqui nesse dia porque não tive condições, mas o coração de mãe não esquece.
Filho, amor da minha alma, que rasgaste o meu ventre e me chamaste à vida, quantas vezes transformaste o meu choro em riso! Quantas vezes os teus pequenos bracinhos me envolveram com ternura e me fizeste sentir no paraíso! Ofereço-te um texto dum livro muito pequenino mas com muito valor:
VAI, COM O MEU AMOR
Meu querido filho - gosto de ti, amo-te tal como és. Mas guardo nomeu coração todos os filhos que tens sido ao longo dos anos - e gosto deles e amo-os a todos. Partilho a tua vida, e estou mais próxima por isso.
......
Levas o meu amor contigo a locais que nunca verei, a tempos que nunca conhecerei. É assim que o amor sobrevive. (Para um Filho muito especial)
Parabéns, meu Filho!

sexta-feira, 13 de junho de 2008

O DIÁRIO DA NOSSA PAIXÃO




Este romance mostra duas perspectivas de um grande amor, de uma grande paixão que não acaba com o passar dos anos, mas que tem de se adaptar as diferentes fazes da vida, e ás partidas que a vida nos prega e das quais não podemos fugir. A história começa com um simples amor de verão entre dois jovens de classes sociais diferentes, o Noah e a Allie, e que se transforma numa linda historia de amor travada pela família dela. Depois de uma série de desencontros, e de uma decisão drástica da família de Allie em colocar um fim naquele relacionamento, o jovem casal é então afastado durante uma série de anos. Um certo dia, Allie volta a ter noticias de Noah através de um jornal, o que vai reavivar a sua memoria e mais importante do que isso, vai reavivar a sua paixão escondida, e agora também mais uma vez proibida, uma vez que Allie está noiva de um jovem que pertence a uma das famílias mais importantes da época. Mas o que eles viveram no passado foi forte, e pelo menos mais uma vez ela terá de ver Noah, para poder prosseguir com a sua vida, esse pensamento não a deixa, até ao dia em que decide finalmente ir ao encontro dele. O tão esperado encontro corre como o esperado, o falar do passado, o recordar uma história vivida, mas o esconder de algo que ainda existe. Quando Allie decide voltar no dia seguinte a casa de Noah, é então consumada a verdadeira paixão dos dois quando se entregam nos braços um do outro. Neste momento levanta-se um grande dilema, ficar com o Noah ou continuar os seus planos futuros de casar com o noivo. A escolha cai certamente sobre Noah, era impossível deixar fugir aquilo que lhes escapou por entre os dedos há alguns anos atrás. Fala-se agora da segunda perspectiva que este livro aborda, que é o de um amor de uma vida, preenchida de tudo o que dois jovens apaixonados têm direito, preenchida com recordações, filhos e com um amor que apesar da idade não se apaga, e que se vê ameaçado por um terrível mal: a doença de alzheimer. Esta doença apesar de não ser vista com a frieza de muitas das doenças mortais existentes, é bastante cruel no aspecto em que rouba o que de mais bonito existe no ser humano, que é a sua memória e as suas recordações. Então de repente, vemo-nos perante o amor de um casal perto do fim da sua vida, e da tentativa constante de voltar a proporcionar ao outro momentos mágicos como tantos outros que já existiram. Ele, que acompanha a sua esposa nesta luta contra a sua doença, apesar de ele próprio também sofrer de vários males próprios da sua idade, mas que todos os dias lhe lê de um livro já meio gasto uma linda historia de amor, na esperança que a faça então recuperar nem que por breves instantes, essa mesma historia. É então que no fim deste fantástico livro, ficamos a saber que o idoso que todos os dias se aproxima daquela senhora e lhe lê uma linda história de amor, é Noah que vê agora Allie, o amor da sua vida com a terrível doença de alzheimer, e todos os dias lhe lê a historia de amor deles na esperança de a ajudar nem que seja por uns breves instantes a recordar também ela essa história de amor. É um livro com uma historia de vida fantástica, com tudo o que podemos encontrar nos nossos dias, e que aborda num pequeno numero de folhas, duas fantásticas lições de vida a não esquecer, e que nos faz lembrar que a vida é sem duvida para ser vivida no seu pleno pois apenas temos uma e não sabemos até quando...


Baseado no best-seller de Nicholas Sparks, O Diário da Nossa Paixão é uma história com uma força delicada e comovente, uma beleza surpreendente e arrebatadora.

REALIZADOR
Nick Cassavetes

INTÉRPRETES
James Garner, Gena Rowlands, Joan Allen, Ryan Gosling, Rachel McAdams.


domingo, 1 de junho de 2008

DIA INTERNACIONAL DA CRIANÇA

Hoje é o Dia de dizermos aos nossos filhos e netos quanto são felizes por terem família e casa,
por irem à escola, aprender a ler e a escrever,

por terem alimento com fartura,



por serem saudáveis e terem amigos,

por terem amor e um ombro que os proteje,


quando muitos, ao redor do mundo, mendigam e são ignorados;


quando muitos se arrastam procurando sobreviver ,comendo restos


quando muitos são torturados até à morte por causa da guerra.
Hoje é o Dia da Criança! Ensinemos coisas lindas aos nossos filhos e netos; hoje é um dia de festa, com música, doces, muitos doces, muita alegria, para que os nossos filhos e netos se sintam felizes. Mas não nos esqueçamos de lhes dizer que amanhã, depois de amanhã e todos os dias, até ao fim do ano, são dias das crianças, porque elas não comem só hoje, não querem ser lembradas só hoje. Todos os dias sofrem, todos os dias choram e todos os dias morrem. E o que é mais triste, é que são esses adultos, que inventaram e festejam o Dia Internaconal da Criança... Um dia elas vão descobrir...
Hoje é o Dia Internacional da Criança! Quem me dera poder acreditar que um dia este DIA será todos os dias!